quarta-feira, junho 21, 2006

Rainha Tereza do Quilombo Quariterê


A História do Povo Negro não se resume apenas líderes masculinos  como Zumbi dos Palmares. Há  figuras esquecidas inclusive pelo movimento negro é a líder quilombola Teresa do Quariterê, que chefiou uma comunidade no interior de Mato Grosso, que tinha 79 pessoas negras e 30 índios, nas proximidades do Rio Galera.
O Quilombo do Quariterê surgiu em 1750,  composto por pessoas que conseguiram escapar de senzalas e indígenas sobreviventes da perseguição portuguesa. Lá, Tereza criou um sistema político similar ao parlamentarismo. Ela era a rainha e se submetida à decisão de um conselho de representantes. Havia um regular exército de resistência que possuíam armas de fogo, obtidas ou no comercio de produtos excedentes do quilombo, ou de oponentes vencidos que tentaram invadir a comunidade. Não era admitida a deserção, sendo punida com pena de morte, visando inclusive a segurança dos quilombolas, que poderia denunciar onde estava escondida a comunidade.
Outra inovação implantada por  Tereza  era sistema comunitário de produção agrícola. Além de alimentos, eram plantados algodões, para serem usado para confeccionar as roupas dos moradores do quilombo. O tecido era tão bom, que mercadores ambulantes que iam até o quilombo para adquirir o produto.
O fim do Quilombo de Quariterê foi decretado pelos senhores de escravos do Mato Grosso que se assustaram com o foco de resistência. Em um cerco militar conseguiram dominar os quilombolas, e prender todos os 44 sobreviventes. No confronto, o conselheiro militar de Tereza foi morto. Ela captura e ciente de seu destino, preferiu o suicídio comendo ervas, quando era conduzida para ser torturada na cidade de Vila Bela.

3 comentários:

Anônimo disse...

Deria haver mais detalhes de sua localização. Ex: situava no norte, perto do rio tal, as casas eram feitas como....

Obrigada

julio disse...

olá td bem, queria avisar a vc que o quilombo de quariterê, hoje é o unico registrado e reconhecido como comunidade quilombola no estado de rondonia, situa-se no vale do guaporé, proximo a fronteira de vila bela da santissima trindade-mt, tambem conhecido como quilombo do piolho, referencia a seu primeiro lider, José piolho, esposo de teresa de bengala k assumiu após sua morte. Alem desse ainda temos no estado mais doze comunidades que estáo sendo estudadas, podendo algumas , ou talvez quem sabe, todas, virem a ser reconhecidas e registradas como comunidades quilombolas de rondonia.

Rosane disse...

tem como colocar fotos das ruinas desse lugar fiquei sabendo que tem as ruinas.