terça-feira, agosto 09, 2005

MAE MENINHA DO GANTOIS


Dia 13 de agosto de 1986 o Mundo perdeu a mãe de santo mais querida do Brasil, Mãe Menininha do Gantois. Ela que nasceu no século XIX, em 1894, no dia 10 de fevereiro.
Mãe Menininha era da uma grande linhagem no Candomblé. Sua família era do Terreiro de Axé La Mas Se, que foi aberto por sua bisavó, Maria Júlia, da nação kerere, da Nigéria.
Já com 28 anos de idade Mãe Menininha se tornou Ialorixa e com anos foi ganhando respeito de todos. Políticos e artistas freqüentavam seu terreiro: senador Antonio Carlos Magalhães; os cantores Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Gilberto Gil, o escritor Jorge Amado, artista plástico Caribe, estudioso e fotografo Pierre Verge.
É importante a lembrança dela nesse momento quando programas de televisão, principalmente nas Redes Mulher e Record atacam estrategicamente as religiões de matriz africana. Outra que ajuda nessa distribuição é a equivocada Luciana Gimenez da Rede TV, que volta e meia no seu programa SUPERPOP – promove pseudos debates sobre as praticas no candomblé ou no umbanda. Mas a culpa é também dos babalorixas e ialorixas que se prestam a participar desse programa.
É um momento crucial para as religiões de Matriz Africana. 19 anos após a morte de Mãe Menininha é preciso uma liderança respeitada quanto ela, para unir a todos para organizar a resistência a destruição da única coisa que povos africanos escravizados puderam trazer nos navios negreiros – a fé.

2 comentários:

http://cantandocandomble.blogspot.com/ disse...

Olá, muito bom esse seu blog, vou adicioná-lo no meu blog.
E de atemão peço liceça pra registar no meu blog, o seu artigo sobre mãe menininha. Vou deixar os créditos, pois não seria justo omitir tal fato.
Gostei muito daqui e vou retornar.
Forte abraço.

http://cantandocandomble.blogspot.com/ disse...

Olá, muito bom esse seu blog, vou adicioná-lo no meu blog.
E de atemão peço liceça pra registar no meu blog, o seu artigo sobre mãe menininha. Vou deixar os créditos, pois não seria justo omitir tal fato.
Gostei muito daqui e vou retornar.
Forte abraço.